Filipe Ferreira renasce com as ideias de Natxo González

Filipe Ferreira renasce com as ideias de Natxo González
Conceição Diogo

Tópicos

O defesa recuperou a confiança ao serviço dos beirões, depois de uma experiência pouco feliz no Sturm Graz. Com Natxo ao comando, acredita que a permanência chegará depressa

Com o Tondela a ocupar a sua melhor classificação de sempre no escalão principal quando estão decorridas 12 jornadas, Filipe Ferreira, lateral-esquerdo, é um dos jogadores em destaque. O feito, diz, deve-se "a toda a estrutura, plantel, equipa técnica, a todos. Além da qualidade, são pessoas sérias que gostam de trabalhar", atira o defesa que no início da época trocou os austríacos do Sturm Graz pelo clube beirão, considerando que essa foi uma aposta ganha. "O Tondela está a fazer um grande arranque de campeonato e eu tenho vindo a ser muito utilizado, o que é muito bom", afirmou o quarto jogador do plantel com mais minutos (969) disputados, acrescentando que "quando se joga, a confiança acaba por vir com naturalidade e sentir isso, outra vez, é muito importante". Da experiência na Áustria, depois de uma cedência ao Nacional, emblema que acabou despromovido à II Liga, Filipe Ferreira fala de uma "passagem curta e que não correu como queria".

Agora com a motivação em alta, Filipe Ferreira frisa que o importante é "garantir a permanência o mais cedo possível" e acredita que Natxo González, treinador espanhol estreante no clube e no futebol português, conseguirá atingir o objetivo. "Ele privilegia muito a posse de bola. Os treinos são sempre muito intensos e com muita bola. Além disso, passa bem a sua mensagem e as ideias que quer ver aplicadas no jogo, e isso tem-nos trazido bons resultados", elogia.

Rotinado nas tarefas defensivas, Filipe Ferreira nem sempre jogou nesse sector. Quando era mais novo, "jogava a médio-centro e gostava de ver jogar o Zidane, um jogador incrível, dos melhores de sempre", mas a chegada a sénior trocou-lhe as voltas: "Passei a jogar como extremo, mas foi na II Liga que acabei adaptado a lateral-esquerdo."

Filho do antigo lateral-direito José Carlos, que se notabilizou no Benfica, Filipe Ferreira fala com orgulho de tudo o que herdou do pai. "É um dos meus ídolos por tudo o que me ensinou, pelos valores que me transmitiu e pela carreira que teve", concluiu.