A análise do treinador do Tondela à goleada sofrida com o Braga

A análise do treinador do Tondela à goleada sofrida com o Braga

Pako Ayestarán reconheceu que o equilíbrio coletivo chegou tarde.

O treinador do Tondela admitiu que a estratégia para receber o Braga falhou. "A primeira parte foi muito fraca, não fomos capazes de manter a nossa identidade", lamentou Pako Ayestarán. "Houve mérito do adversário, que é uma grande equipa, mas não tivemos intensidade a meio-campo", reconheceu, por dificuldades no posicionamento da equipa.

"Pensávamos que podíamos controlar a largura de jogo, tentámos, mas não fomos capazes", disse. A solução chegou demasiado tarde, já com uma goleada do Braga: "No segundo tempo, mudando o sistema e tendo um pouco mais a bola por dentro, com Rafael Barbosa, pudemos controlar melhor o jogo. Tivemos oportunidades, mas não fizemos golo". Com "gente nova" para integrar, o treinador considera bem-vinda a pausa da Liga.