Vercauteren a O JOGO: "Rui Patrício não merecia passar por isto"

Vercauteren a O JOGO: "Rui Patrício não merecia passar por isto"
Filipe Alexandre Dias

Tópicos

Vercauteren espera que o Marrazes faça "um bom Mundial" e que "seja feliz na carreira". O técnico belga manifesta perplexidade para com a turbulência que grassa em Alvalade, mas não estranheza...

A turbulência em Alvalade tem corrido mundo e Vercauteren não tem ficado indiferente a toda a polémica, em particular no que diz respeito a Rui Patrício, o sobrevivente do seu tempo no comando técnico do Sporting, na malfadada temporada de 2012/13, que correspondeu à pior classificação de sempre dos leões na Liga - sétimo lugar. Durante apenas dois meses no cargo, o belga guarda "as melhores recordações" do camisola um do Sporting e de Portugal, confessando "incompreensão" por aquilo que tem ocorrido no reino do leão, que culminou com o guardião a avançar para a rescisão de contrato.

"Isto que se está a passar no Sporting faz-me lembrar um pouco o que se passou no meu tempo", dispara Vercauteren, a O JOGO, mostrando-se inconformado: "Não entendo como é que estas coisas têm acontecido no clube e é lamentável o que se passou na Academia. Como é possível??? Além disso, fico muito surpreendido de saber de todo o clima à volta de Patrício."

Sobre o seu antigo pupilo, Vercauteren só tem elogios e deixa mesmo uma mensagem de encorajamento. "Ando no futebol desde muito jovem e conheci poucas pessoas como o Rui Patrício. É um grande guarda-redes, um homem bom e um exemplo para todos. Não merecia passar por isto. O que vi na final da Taça de Portugal foi muito triste", frisa o técnico, que concretiza: "Percebo a insatisfação dos adeptos. É sempre assim num clube grande, ainda para mais quando se perde um jogo decisivo, mas o Rui não devia sair assim do clube."

Ciente de que o ciclo do camisola um em Alvalade acabou, Vercauteren sentenciou: "É dos melhores na sua posição. Espero que seja feliz e faça um bom Mundial."