Varandas quer mais uma venda: saiba quais os ativos mais apetecíveis

Varandas quer mais uma venda: saiba quais os ativos mais apetecíveis
Rafael Toucedo/Rui Miguel Gomes

Tópicos

Encaixe gerado pelas transferências de Matheus Pereira e Acuña ainda não permite atingir os pressupostos financeiros.

Marcos Acuña disse adeus ao Sporting há um dia, um negócio que envolve uma componente fixa de 10,5 milhões de euros (M€) - acrescidos de mais 2 M€ de objetivos facilmente alcançáveis, um perdão de dívida aos leões de 400 mil euros, além dos encargos repartidos -, mas a SAD liderada por Frederico Varandas não pretende ficar por aqui no que diz respeito a vendas.

O dirigente máximo dos leões e, sobretudo, quem tem a pasta financeira da sociedade, no caso Francisco Salgado Zenha, procuram ainda, mesmo que "sem saldos", como o próprio administrador afirmou recentemente, efetuar mais uma receita extraordinária de modo a caminhar para um equilíbrio de contas, o qual será difícil de alcançar.

A ideia inicial, como O JOGO oportunamente deu conta, era a de arrecadar cerca de 50 M€ em receitas pela venda de ativos, mas, mesmo depois da saída do referido Acuña abaixo dos desejados 15 M€ e de Matheus Pereira por 10 M€ - o WBA acionou a cláusula de opção de compra -, a verdade é que a perspetiva de continuidade de João Palhinha no clube obriga os dirigentes leoninos a fazer outras contas. O cenário ou contexto epidémico que vivemos tem reduzido as movimentações efetivas de mercado, os valores de transações têm baixado e as necessidades da SAD mantêm-se elevadas. E ainda está de pé o desejo de adquirir mais uma opção para o ataque.

Por tudo isto, Frederico Varandas e seus pares estudam os cenários que têm vindo a ser colocados, procurando, por um lado resolver os casos dos jogadores que estão entre os excedentários, por outro perspetivar um futuro negócio, no qual nomes como Luís Maximiano ou Wendel surgem como ativos capazes de levar a propostas aceitáveis em termos financeiros, uma vez que desportivamente os leões sentem que têm alternativas válidas nos seus quadros.