Exclusivo Titularidade à vista no Sporting: "Sabe o que vai fazer antes da bola lhe chegar"

Titularidade à vista no Sporting: "Sabe o que vai fazer antes da bola lhe chegar"
Frederico Bártolo

Tópicos

Daniel Bragança vai estar no onze contra o Varzim e antigos técnicos explicam que os empréstimos ao Farense e Estoril deram-lhe outra intensidade.

Daniel Bragança foi o único médio de origem a ficar em Alcochete para preparar o Varzim e terá, na Taça de Portugal, a chance de somar a quarta titularidade do ano e consolidar a ideia de que está mais intenso.

"Toda a gente via que tinha um enorme potencial. No entanto, faltava-lhe ritmo e agressividade. A criatividade, porém, estava lá", recorda a O JOGO, Luís Martins, antigo coordenador técnico da formação do Sporting, que viu Daniel ser campeão nos juvenis e nos juniores, ainda orientando o médio na equipa B por curto período, não tendo dúvidas sobre o que mudou no jogador: "Achávamos que era preciso ganhar intensidade, ser mais forte nos duelos defensivos e o empréstimo era a melhor opção. Jogaria mais, estaria numa equipa mais de contra-ataque. Teria de correr mais e, à medida que foi amadurecendo, melhorou muito isso. Ganhou mais intensidade e, mesmo não sendo alto, protege muito bem a bola. Fez-lhe bem sair. Não dá ao processo defensivo o que Palhinha dá, mas tem mais chegada e criatividade. São compatíveis."