Uma análise a Raúl de Tomás, alvo do Sporting: "Só vê a baliza, é um goleador"

Uma análise a Raúl de Tomás, alvo do Sporting: "Só vê a baliza, é um goleador"
Rui Miguel Gomes

Tópicos

André Leão, médio do Paços de Ferreira, foi colega do avançado espanhol no Valladolid em 2016/17 e aprova a contratação verde e branca, vendo-o até como bom parceiro para Bas Dost.

A cedência por empréstimo de Raúl de Tomás está a ser negociada pela SAD leonina e André Leão, médio do Paços de Ferreira que foi colega de equipa do avançado no Valladolid, em 2016/17, assegura a O JOGO que "se está perante um goleador". André Leão sublinha que o atleta de 23 anos pertencente aos quadros do Real Madrid, pelo menos até 2023, "só vê mesmo a baliza". "Raúl de Tomás sempre foi um miúdo com uma personalidade muito forte, que não tem medo de arriscar. Assume sempre o jogo e o que faz. Muitas vezes acaba por ser um bocadinho individualista na sua forma de ser; é um goleador que só vê baliza e isso transparece no jogo dele", destacou.

Aliás, para André Leão, o perigo do avançado junto das balizas contrárias resulta muito da capacidade finalizadora com os dois pés, depois de uma época em crescendo no Rayo Vallecano, sendo determinante na subida de divisão do emblema de Madrid. "Na época passada melhorou, passou a ser um jogador mais forte ainda. Chuta muito bem com os dois pés e começou a jogar mais coletivamente. Isso fez dele um dos melhores jogadores da segunda divisão espanhola na última temporada. É um jogador móvel, mas não gosta muito de jogar nas linhas. Se tiver de jogar como segundo avançado, jogará bem. Recebe bem a bola, joga bem com os dois pés, nos apoios. Quando a equipa joga com dois avançados, o Raúl costuma ficar mais solto. Tem muita qualidade técnica", acrescentou.

A SAD procura assegurar a cedência até ao próximo fim de semana para rivalizar com Bas Dost, mas de acordo com André Leão, se Raúl de Tomás jogar com o holandês os leões "só terão a ganhar". "Se o Sporting jogar com os dois na frente, terá muito a ganhar. São jogadores totalmente diferentes mas goleadores. Chuta muito bem de longe e com os dois pés, faz grandes golos. É destro, marca muito bem a bola parada, os livres, um pouco ao estilo de Cristiano Ronaldo, em força", rematou o ex-colega de Raúl de Tomás.