Exclusivo Um português que conhece o Vélodrome: "Sporting pode beneficiar da falta de público"

Um português que conhece o Vélodrome: "Sporting pode beneficiar da falta de público"

Pereira Lage diz que os laterais do Marselha são fortes a atacar, mas que também deixam espaço. Jogador do Brest já jogou esta época com o adversário do Sporting e alerta para a importância de Clauss e Nuno Tavares na manobra dos marselheses, assim como para as bolas paradas dos franceses.

Mathias Pereira Lage, médio do Brest, defrontou em agosto o Marselha, num jogo que terminou empatado 1-1.

O internacional sub-21 português, hoje com 25 anos, analisa para O JOGO o adversário do Sporting e destaca: "O ponto forte deles para mim são os dois laterais. O Clauss e o Nuno Tavares fazem todo o corredor, à direita e esquerda respetivamente, e envolvem-se muito nas ações atacantes e provocam desequilíbrios [Clauss tem um golo e quatro assistências; Nuno Tavares três golos]. Há também que ter atenção aos jogadores do ataque, com grande qualidade técnica e com golo."