Sporting trabalha nas saídas e tem 11 excedentários por colocar: saiba quem são

Sporting trabalha nas saídas e tem 11 excedentários por colocar: saiba quem são

SAD tenta aguentar rescisões para ver se nas próximas semanas surgem soluções para os dispensados.

As próximas semanas serão decisivas para as contas do Sporting, nas quais os excedentários têm um grande peso. O clube leonino continua com onze dispensados por colocar - sendo que alguns deles têm vencimentos muito elevados - e espera que nas próximas semanas possam surgir soluções para aliviar essa carga. A SAD tenta ainda adiar eventuais rescisões como saída, esperando por propostas convincentes.

Battaglia e Renan, contratados por Bruno de Carvalho e Sousa Cintra, respetivamente, pretendem a rescisão, processo no qual as concessões a fazer pelos atletas serão decisivas. Mattheus Oliveira e Diaby, também reforços de gestões anteriores, representam encargos altos para a tesouraria do clube.

Já contratados por Frederico Varandas, Luiz Phellype, Doumbia, Rafael Camacho, Sporar e Ilori continuam sem clube para 2021/22 e afastados do plantel principal às ordens de Rúben Amorim, fruto da limpeza e renovação que o técnico fez mal chegou ao clube.

Bruno Paz e Ivanildo, dois produtos da formação, também não entram nas contas do clube e continuam por colocar.