Sporting recorda invasão em Guimarães para deixar crítica ao plantel

Sporting recorda invasão em Guimarães para deixar crítica ao plantel

Clube leonino publicou um comunicado este domingo.

Num comunicado colocado nas redes sociais, o Sporting reagiu este domingo a uma possível providência cautelar com o objetivo de afastar Bruno de Carvalho, mas também lançou críticas ao plantel. O clube leonino recorda a invasão ao treino do Vitória de Guimarães em janeiro, deixou elogios ao clube minhoto e fez uma comparação.

"Queremos aqui deixar uma palavra de força ao presidente do Vitória de Guimarães e seus atletas, treinadores e staff que, conforme já foi publicamente confirmado pelo Presidente e pelo treinador Pedro Martins, também sofreram um ato hediondo, criminoso e terrorista na Academia em Guimarães, com cerca de 50 indivíduos encapuçados, com tochas e que bateram violentamente em todos. Tudo foi relatado às entidades respetivas que, infelizmente, não deram a relevância que foi dada no caso de Alcochete quando, apesar das supostas dimensões dos clubes, os seres humanos são todos iguais. É também de louvar a atitude destes treinadores, atletas e staff que se mantiveram em treino na sua academia, em actividade e não apresentaram qualquer rescisão", pode ler-se. Rui Patrício e Daniel Podence, recorde-se, já avançaram com a rescisão unilateral.

"Apelamos novamente aos jogadores que apresentaram as rescisões para refletirem bem no conteúdo das mesmas, nas implicações desportivas e financeiras, e nas denúncias caluniosas que estas encerram, e para que voltem atrás nos dias que a Lei lhes permite. E voltamos a apelar a todo o plantel para que tenha muita serenidade, para não se deixar manipular e para que tenham umas boas férias, limpem a cabeça de uma época que nos frustrou a todos e ficarem prontos para mostrarem, na próxima época, que com atitude e compromisso continuamos todos com o objetivo de levar o Sporting a ser campeão", continua.

"Reiteramos que condenamos quaisquer atos de violência e todas as formas de coação, pelo que todos os atletas das 55 modalidades do Sporting, bem como equipas técnicas e elementos do staff, que sejam alvo de ameaças, a si ou às suas famílias, devem comunicar de imediato os factos à Administração da SAD e à Direção do Sporting, para que sejam tomadas todas as medidas necessárias à sua proteção", remata.

No mesmo texto, o Sporting lança uma questão à Gestfute ainda sobre a questão Rui Patrício.

Leia o comunicado na íntegra: