Sporting pressiona por Matheus Reis: tudo o que está em cima da mesa

Sporting pressiona por Matheus Reis: tudo o que está em cima da mesa
Bruno Fernandes/Rui Miguel Gomes

Tópicos

Mudança na equipa técnica do Rio Ave, com a saída de Mário Silva e a entrada do interino Pedro Cunha, é apenas mais um obstáculo na escolha de atletas que possam seguir para Vila do Conde por empréstimo.

Matheus Reis, polivalente lateral-esquerdo de 25 anos, deverá ser o primeiro reforço leonino no presente mês de janeiro, pelo menos o técnico leonino, Rúben Amorim, segundo O JOGO apurou, tem vindo a fazer alguma pressão junto da estrutura do futebol verde e branco com o intuito de poder contar com o atleta o quanto antes.

Não que seja um jogador visto como indispensável ao elenco que, de momento, encontra-se consolidado, mas porque é intenção do treinador combater a natural falta de ritmo competitivo de um atleta que está desde o final de setembro a treinar-se à parte depois de ter visto o Rio Ave a negar a sua saída para os gregos do Olympiacos - que também estavam na corrida pelo atleta nesta fase da temporada, mas deram-na como perdida e viraram-se para o ex-pacense Oleg Reabciuk.

Porém, o elenco diretivo dos leões, pese o acerto das condições com o jogador - em final de contrato e livre para escolher o seu destino no final da temporada -, ainda procura ir de encontro às exigências do Rio Ave, que pretende de alguma forma ser ressarcido no processo negocial. Além de uma pequena verba, está em cima da mesa a cedência por empréstimo de Lumor ou, inclusive, outro atleta dos quadros que possa vir a ficar disponível para a mudança, já que Luiz Phellype recusou recentemente um empréstimo.

Ora, aqui entra outro ponto de indefinição no meio do processo, que está relacionado com a saída de Mário Silva e a promoção do interino Pedro Cunha, que comandava os Sub-23. A possível contratação de um novo treinador por parte dos vila-condenses levanta questões quanto à aprovação de novas aquisições, nomeadamente sobre o nome ou nomes que podem ser englobados no negócio. A vontade leonina é a de fechar o processo o quanto antes.