Sporting e uma possível providência cautelar: "Não terá qualquer credibilidade"

Sporting e uma possível providência cautelar: "Não terá qualquer credibilidade"

Clube leonino reagiu este domingo às notícias que dão conta de uma possível providência cautelar para afastar Bruno de Carvalho de funções.

O Sporting emitiu este domingo um comunicado nas redes sociais, no qual responde às notícias vindas a público que dão conta de uma alegada providência cautelar para impedir Bruno de Carvalho de exercer funções. "Queremos esclarecer que estando o clube em normal atividade, sendo que este ano já é o melhor da nossa história no que respeita a títulos europeus e nacionais, estando as contas equilibradas e registando-se nos últimos 5 anos um crescimento de 60.000 associados, não consideramos credível que um tribunal considere não ser dos superiores interesses do clube a continuação de uma Direção que tem no currículo os melhores resultados desportivos e financeiros de sempre", surge escrito.

"Também não tem a menor credibilidade que isso aconteça na SAD, pois esta Administração foi a única na história do Clube a apresentar um mandato positivo e a apresentar, já esta época, contas positivas. Uma SAD que tem em mãos um empréstimo obrigacionista, que tem conseguido não parar mesmo perante todos os ataques que tem sofrido, e uma contratualização jurídica das melhorias da reestruturação financeira que também conseguiu não parar perante todas as adversidades, mostra estar a assegurar o normal funcionamento da SAD. Para além disso, tem em mãos negociações de compras e vendas de jogadores da SAD na preparação da próxima época, assim como o clube está a fechar os planteis das restantes 54 modalidades. Não terá qualquer credibilidade uma decisão de tribunal que se pronuncie a favor da destituição de uma Direção e Administração, por causa de processos de rescisão sem sentido e por chantagens de que, se sairmos, voltam a ter condições psicológicas para ficar ou ser negociados. A lei é muito pragmática e não pode decidir com base em chantagens ou no diz que disse. Tem de se cingir a factos, e esses apontam todos para que os superiores interesses do Clube e da SAD seja a manutenção da atual Direcção e Comissão Executiva da SAD", completa sobre o assunto.

No mesmo texto, o clube leonino recorda a invasão ao treino do Vitória de Guimarães em janeiro para deixar uma bicada ao plantel. Além disso, lança uma questão à Gestifute ainda sobre Rui Patrício.

Eis o comunicado na íntegra: