Sporting e os títulos: "Cabe à Direção da FPF a tomada desta importante decisão"

Sporting e os títulos: "Cabe à Direção da FPF a tomada desta importante decisão"

Comunicado do clube leonino na sequência da Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Futebol realizada esta quarta-feira.

A Assembleia Geral (AG) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) rejeitou esta quarta-feira a alteração na categorização das provas nacionais disputadas entre 1921 e 1938, mantendo-se a atual contagem de títulos no campeonato e na Taça de Portugal. Depois da reação de Miguel Nogueira Leite, vogal da Direção, o Sporting emitiu um comunicado sobre o tema, destacando que "a maioria considera que cabe à Direção da Federação Portuguesa de Futebol a tomada desta importante decisão sobre o futebol português."

"No âmbito da realização da assembleia geral extraordinária da Federação Portuguesa de Futebol que teve lugar esta quarta-feira, o Sporting Clube de Portugal informa que a maioria dos delegados presentes, precisamente 33, decidiram não subscrever nenhum dos pareceres apresentados sobre a atribuição dos títulos nacionais de futebol. Tal votação demonstra, de forma clara, que a maioria considera que cabe à Direção da Federação Portuguesa de Futebol a tomada desta importante decisão sobre o futebol português", pode ler-se.

"O Sporting Clube de Portugal felicita este desfecho por considerar que esta é uma decisão de natureza científica e jurídica, e não de natureza subjetiva, sujeita a vieses que podem interferir na objetividade da mesma. O Sporting Clube de Portugal entende que, competindo a decisão à Federação e imperando a objetividade, a única deliberação possível é o reconhecimento de que uma Liga Experimental é, como o próprio nome o indica, 'experimental' - conforme corroborado pela própria Federação Portuguesa de Futebol no livro comemorativo dos 75 anos da FPF - devendo ser atribuídos ao Sporting Clube de Portugal 23 títulos de Campeão Nacional. Por este motivo, o Sporting Clube de Portugal reitera que irá continuar a lutar e a enveredar os seus esforços para o que o futebol português consiga, finalmente, ultrapassar o desconhecimento histórico e repor a verdade sobre a atribuição dos 23 títulos de Campeão Nacional do nosso clube", finaliza o documento.