Sporting: prejuízo de 32,9 milhões de euros e empréstimo obrigacionista no horizonte

Sporting: prejuízo de 32,9 milhões de euros e empréstimo obrigacionista no horizonte

Comunicado à CMVM dá conta da intenção da SAD do Sporting lançar um ou mais empréstimos obrigacionistas no valor máximo de 50 milhões de euros

A SAD do Sporting revelou ao final da noite de terça-feira um resultado líquido negativo de 32.9 milhões de euros referente à temporada 2020/21, ao mesmo tempo que na convocatória para a realização de uma Assembleia Geral da sociedade indica a intenção, para a qual necessita da aprovação dos acionistas, de lançar um ou mais empréstimos obrigacionistas no valor máximo de 50 milhões de euros.

Segundo o documento enviado à CMVM, é revelado que a AG da SAD decorrerá a partir das 18h00 de 6 de outubro, no Estádio José Alvalade.

Pontos da ordem do dia da Assembleia Geral

1. Deliberar sobre o relatório de gestão e as contas relativos ao exercício findo em 30 de Junho de 2021.
2. Deliberar sobre a proposta de aplicação de resultados relativos ao exercício findo em 30 de Junho de 2021.
3. Proceder à apreciação geral da administração e fiscalização da Sociedade.
4. Apreciar e aprovar a proposta de remuneração variável a atribuir aos membros executivos do Conselho de Administração da Sociedade elaborada pela Comissão de Acionistas relativa ao exercício de 2020/2021.
5. Apreciar, nos termos e para os efeitos do disposto no n.º 4 do artigo 245º-C do Código dos Valores Mobiliários, o relatório sobre remunerações elaborado pelo Conselho de Administração, respeitante ao exercício 2020/2021.
6. Apreciar e aprovar a política de remuneração dos titulares dos órgãos sociais da Sociedade elaborada pela Comissão de Acionistas para o exercício de 2021/2022.
7. Deliberar sobre a autorização a conceder ao Conselho de Administração, nos termos e para os efeitos do disposto no n.º 2 do artigo 8º dos Estatutos, para uma ou mais emissões obrigacionistas, até ao montante máximo global de € 50.000.000 (cinquenta milhões de euros), a realizar mediante ofertas públicas de subscrição de obrigações ordinárias, com uma maturidade não superior a 4 anos e com o valor nominal unitário de € 5 (cinco euros), emissões essas a terem lugar até ao dia 30 de Setembro de 2022.