Sporting chora a perda de Mascarenhas

Sporting chora a perda de Mascarenhas

Avançado angolano representou o clube entre 1962 e 1965 e foi um dos heróis da histórica conquista da Taça das Taças (1964), da qual foi o melhor marcador com 11 golos.

Mascarenhas, um dos heróis da conquista da Taça da Taças, em 1964, faleceu esta terça-feira, em Lisboa, aos 78 anos.

Batizado com o nome de Domingos António da Silva, o avançado natural de Luanda ingressou no Sporting em 1962 vindo do Barreirense e, logo na sua primeira época com o leão ao peito, marcou 21 golos em 19 jogos. Um deles foi apontado na goleada sobre o V. Guimarães (4-0), que valeu a conquista da Taça de Portugal.

Em 1963/64, Mascarenhas foi titular indiscutível na equipa que conquistou a Taça das Taças e entrou na história do futebol europeu por ter marcado seis golos na maior goleada de sempre nas competições europeias: o 16-1 ao APOEL. O angolano viria mesmo a sagrar-se o goleador da competição, com 11 remates certeiros.