Sousa Cintra: "Sou testemunha de uma pessoa que não conheço, é uma perda de tempo"

Sousa Cintra: "Sou testemunha de uma pessoa que não conheço, é uma perda de tempo"
Redação

Tópicos

Ex-presidente e administrador da SAD do Sporting testemunha esta sexta-feira no Tribunal de Monsanto.

Sousa Cintra marcou presença esta sexta-feira no Tribunal de Monsanto para prestar depoimento no âmbito do julgamento do processo do ataque à Academia do Sporting. À entrada para as instalações judiciais, o ex-presidente leonino, admitiu não conhecer a pessoa que o arrolou como testemunha e lamentou o sucedido em Alcochete a 15 de maio de 2018.

"Fico surpreendido por ser testemunha de uma pessoa que não conheço. O nome que vem aqui, Guilherme Gata de Sousa, não conheço. É uma perda de tempo, mas temos de cumprir as ordens", começou por referir Sousa Cintra, que assumiu a liderança do Sporting no período entre a saída de Bruno de Carvalho e eleição de Frederico Varandas.

"Só tenho que lamentar o que aconteceu, mas não presenciei nada, não estive lá. Conheço o que vi nas televisões, nos jornais, foi um dia triste para mim. É desagradável", rematou o ex-dirigente.