Silas e a polémica: "Se for noutra altura, não vejo problema nenhum"

Silas e a polémica: "Se for noutra altura, não vejo problema nenhum"

O treinador do Sporting reconheceu que a data proposta, para o adiamento do jogo, não é a melhor, mas admite mudar para outra que possa ser mais viável.

Silas comentou, esta sexta-feira, o facto de o Vitória de Setúbal ter pedido para adiar o jogo com os leões, que está agendado para este sábado, uma vez que os sadinos têm grande parte do plantel doente, com um surto de gripe. No entanto, o Sporting recusou o pedido.

O treinador leonino admitiu, durante a conferência de imprensa de antevisão da partida, que entende o lado dos sadinos, mas a data proposta não é a melhor solução: "A data proposta não parece viável. Se for noutra altura, não vejo problema nenhum", começou por dizer.

Silas reconheceu que se for marcada outra data não se opõe ao adiamento da partida: "O ideal seria encontrar uma data que não prejudicasse ninguém. Não me opunha a isso".

Com o jogo agendado para este sábado, Silas falou ainda da dificuldade em defrontar um adversário que pode surpreender e não comparecer: "Este problema surgiu ontem na maior força. Já tinha analisado completamente o Vitória, com os jogos que fizeram, as dinâmicas... Preparei a semana toda a pensar no Vitória dos últimos jogos, que em casa ainda não perdeu. Se não aparecer, não aparece. Quando o jogo começa podemos sempre ser surpreendidos. Não somos bruxos. Preparo a minha equipa, mas tenho que ter alternativas que me permitam combater o que o adversário apresenta. Nunca estou nos treinos dos meus adversários. Se o Vitória não apresentar o onze que acho que pode apresentar, tenho que me adaptar a isso", explicou.

"Nunca sabemos ao certo o que vamos encontrar. O que o Vitória apresentar, temos que nos adaptar e tentar ser melhores. Não me preocupa que apresente coisas diferentes, até porque, sem esta situação, provavelmente iria apresentar coisas diferentes", finalizou.