"Se eles têm o Taremi e o Diego Lopes, nós temos o Sporar, o Jovane e o Plata"

"Se eles têm o Taremi e o Diego Lopes, nós temos o Sporar, o Jovane e o Plata"
Francisco Sebe

Tópicos

Antes de defrontar o Rio Ave, Silas garantiu que está mais preocupado com o processo ofensivo do Sporting do que com o do adversário.

Sobre o reencontro com Carlos Carvalhal: "Já foi meu treinador, gosto muito dele, já gostava enquanto ele era treinador e eu jogador. Juntando a isso, tem um plantel com muito bons jogadores. São, provavelmente, das melhores equipas em Portugal, essa é que é a verdade. Vem de uma série de resultados positivos e estão aí, a lutar pela Liga Europa, e não tenho dúvidas que vão continuar assim. E já ganharam duas vezes ao Sporting esta época, duas vezes aqui em Alvalade. Temos argumentos para ir ao Rio Ave ganhar. Respeitando muito o Rio Ave, mas temos condições, pondo as nossas armas em prática. Podemos e devemos fazer mais do que aquilo que fizemos nos dois jogos anteriores".

Contestação e protestos dos adeptos: "Eu estive a vida toda ligada ao desporto, condeno todos os atos violentos, dentro e fora dos recintos desportivos. Olhando à nossa performance em casa, não direi que não tenha afetado, perdemos contra equipas fortes, se estivermos a puxar todos opara o mesmo lado, as coisas ficam mais fáceis para nós. Mas também já disse que os nossos adeptos ajudaram-nos, mostraram desagrado quando não estávamos bem, mas ajudaram-nos depois. Já disse mais do que uma vez que aquilo que fazemos dentro de campo é que também puxa pelos adeptos".

Poderio ofensivo do Rio Ave: "Nós não preparámos o jogo a pensar na dinâmica de ataque do adversário, sabemos que temos de conhecer o adversário e fazer algumas coisas para os anular. Preparamos a equipa para atacar melhor, temos jogadores com quem eles também estão preocupados, de certeza. Se eles têm o Taremi e o Diego Lopes, nós temos o Sporar, o Jovane, e o Plata. Preocupa-me mais atacar bem do que estar a pensar como condicionar o Rio Ave. Se atacarmos bem, podemos fazê-lo. Nunca preparo a equipa só a pensar no que o adversário faz ofensivamente, preparo a pensar no que podemos fazer na vertente ofensiva".

Estado físico de Acuña: "O Acuña, o Jérémy [Mathieu], Vietto, Bruno [Fernandes] são todos jogadores com quem não podemos contar. Se o Acuña não puder participar, teremos que meter outros e temos aí muitos jovens que vão aparecendo mais, têm compromisso grande de poder representar o Sporting e aos poucos estão-se a mostrar. Se não puder, teremos de procurar outras soluções".