SAD do Sporting fecha primeiro trimestre da época com lucro de 18,7 milhões

SAD do Sporting fecha primeiro trimestre da época com lucro de 18,7 milhões
Redação com Lusa

Tópicos

No documento apresentado este sábado à CMVM, a SAD leonina lembra que no período homólogo da época passada teve "um resultado negativo de 4,2 ME".

A Sporting SAD fechou o primeiro trimestre da época desportiva 2021/2022 com um resultado líquido positivo de 18,7 milhões de euros (ME) e um volume de negócios de 55,6 ME, indica o relatório divulgado este sábado.

No documento, apresentado este sábado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD leonina lembra que no período homólogo da época passada teve "um resultado negativo de 4,2 ME", e indica que o volume de negócios representa um aumento de 96% em relação ao mesmo período.

A SAD dos campeões nacionais de futebol indica que o aumento do volume de negócios é explicado, na sua maioria, pelos rendimentos decorrentes da participação na Liga dos Campeões de futebol e pelo "pequeno incremento da receita corrente" com a venda de ingressos possível devido ao levantamento das restrições impostas pela pandemia de covid-19.

"Apesar do resultado positivo, é de salientar o impacto incontornável das consequências causadas pela pandemia COVID-19, cujo efeito tem sido global, tanto ao nível de bilheteira com os estádios a serem subutilizados e a venda das Gamebox adiada, neste caso para outubro, como ao nível do mercado de verão de transferência de jogadores, que registou uma queda de 2.317 ME (menos 40%)" a nível internacional, lê-se no documento divulgado pela CMVM.

De acordo com o documento, "o negócio do merchandising cresceu 2,5 vezes quando comparado com o trimestre homólogo, na primeira vez em que a Sporting SAD veste equipamentos Nike", tendo sido alcançado um recorde de vendas "com o novo equipamento a vender quatro vezes mais no início da temporada do que o melhor equipamento que tinha, anteriormente, o melhor registo".

A SAD destaca a importância da aposta em jogadores formados na academia do clube: "Nesta época, destaca-se a presença de nove jogadores formados na Academia Cristiano Ronaldo no plantel, representando 38% do mesmo, sendo notória a assertividade do investimento na formação, iniciado em 2018".

De acordo com o documento, 1,75 ME dos sete arrecadados com o empréstimo do lateral Nuno Mendes, de 19 anos, são reconhecidos no trimestre em análise, durante o qual o clube conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira.

A SAD lembra ainda que no trimestre entre julho e setembro se verificou uma "redução dos financiamentos bancários em 4,9 ME" e destaca "a clara melhoria do resultado operacional sem transações com jogadores no valor de 23,5 ME", com transações de jogadores é de 22,8 ME.

"Em virtude do pagamento de prémios aos jogadores no valor de 4,5 ME, por mérito de participação na Liga dos Campeões, e do aumento do custo das mercadorias vendidas, consequência do crescimento das vendas de merchandising, os gastos e perdas operacionais sem transações com jogadores tiveram um acréscimo de 21% (4,7 ME)", refere o documento.

Pode ler-se ainda o seguinte: "Numa perspetiva mais genérica e desde o início da pandemia, a Sporting SAD já perdeu cerca de 30,1 milhões de euros de receita direta, tendo conseguido reduzir custos no valor de 8 milhões de euros, refletindo-se assim numa perda líquida de 22,1 milhões de euros."