Rojo salta fora do negócio Bruno: outro jogador proposto e um nome que agrada

Rojo salta fora do negócio Bruno: outro jogador proposto e um nome que agrada

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Filipe Alexandre Dias/Rui Miguel Gomes

Tópicos

Central argentino tem custos elevados para a realidade leonina e o Fenerbahçe entrou em cena suportando o salário.

Marcos Rojo dificilmente será integrado no acordo que está a ser delineado entre o Manchester United e Sporting para a transferência de Bruno Fernandes. Segundo O JOGO apurou, a SAD liderada por Frederico Varandas, depois de ter avançado com o nome como uma hipótese para integrar o acordo que está em cima da mesa, descartou a possibilidade de acompanhar financeiramente as exigências que a contratação do internacional argentino acarreta.

No caso são precisamente, valores na ordem dos 5,2 milhões de euros (M€) brutos por temporada, os quais os turcos do Fenerbahçe mostraram disponibilidade para desembolsar a partir deste mês. Com efeito, o emblema de Istambul apresentou uma proposta ao Manchester United para a cedência por empréstimo de Marcos Rojo até ao final da temporada - ele que tem contrato até 2021 e mais um ano de opção -, vista com bons olhos pelos ingleses e pelo próprio atleta. É que o Manchester United deixa de suportar os vencimentos e o atleta mantém o ordenado auferido nos red devils.

Por isso mesmo, outras soluções estão a ser estudadas pelos clubes no que concerne à integração de um atleta no negócio Bruno Fernandes. Um dos nomes colocados pelos ingleses foi o do guardião Joel Pereira, que encontra-se cedido por empréstimo aos escoceses do Hearts, mas os dirigentes leoninos afastaram essa possibilidade. Ao contrário no internacional sub-21 português, a abertura dos dirigentes leoninos foi totalmente diferente em relação aos nomes de Angel Gomes, extremo de 19 anos filho de Gil Gomes, que na presente temporada já efetuou seis jogos pela equipa principal do Manchester United.

Os leões esperam agora que a proposta na ordem dos 60 M€ e mais 10 M€ por objetivos, além de um jogador, seja formalizada no decurso da presente semana, isto depois da reunião entre os dirigentes dos red devils, o presidente Frederico Varandas e o diretor desportivo Hugo Viana.