Rojo: Doyen exige 75% de 25 milhões

Rojo: Doyen exige 75% de 25 milhões

A empresa reclama junto do TAS e dos tribunais civis, juntando os encargos de Nani ao valor da transferência

Marcos Rojo já é jogador do Manchester United e o Sporting já anunciou o destino de grande parte dos 20 milhões de euros a receber pela transferência do internacional argentino, mas o caso está longe de terminado.

O Doyen Group, que controla o fundo que foi parceiro dos leões na contratação do jogador ao Spartak de Moscovo, entende que tem direito a 75% da transferência, correspondentes à percentagem de direitos económicos do atleta que constavam de um contrato entretanto unilateralmente rescindido pelo Sporting, e já apresentou queixa no Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), planeando recorrer ainda aos tribunais civis.

Mais, o Doyen não irá reclamar apenas 75% dos 20 milhões encaixados pelos leões, mas sim 75% de 25 milhões, já que entende que o empréstimo de Nani, cujos encargos são assumidos pelos ingleses, tem de ser incluído na avaliação do valor da operação.