Ricciardi desafia Comissão de Gestão e acusa: "Estão a incumprir com o que prometeram"

Ricciardi desafia Comissão de Gestão e acusa: "Estão a incumprir com o que prometeram"

José Maria Ricciardi marcou uma conferência de imprensa para falar sobre a situação financeira do Sporting.

José Maria Ricciardi abordou as declarações de Paulo Santos, membro da Comissão de Fiscalização do Sporting que afirmou que o Sporting tem um défice de 120 milhões. O candidato à presidência dos leões deixou críticas à postura da Comissão de Gestão (CG), acusando a CG de estar a branquear a situação.

"O que se passou ontem foi muito grave. Paulo Santos, membro da Comissão de Fiscalização, proferiu declarações sobre a situação financeira que são absolutamente verdadeiras. Se são 123, 115, 117 milhões, isso não é o fundamental. As coisas não são estáticas. Se estão a branquear a situação, mentindo aos sócios, porque a Comissão de Gestão, encabeçada por Artur Torres Pereira, quer apoiar outros candidatos. Estão a incumprir com aquilo que prometeram. Percebo que queiram apoiar alguns candidatos, mas às escondidas... A situação que o Sporting está a viver é muito difícil, mas é superável. Com uma combinação de fatores, temos de superar este buraco de tesouraria e conseguir levar o Sporting às vitórias e ao primeiro lugar. O fosso vai ser cada vez maior para quem não for campeão, tal como será este ano. Isto não é da responsabilidade da Comissão de Gestão ou da administração da SAD. Agora, que se venha tentar branquear isto, quando Paulo Santos está a dizer a verdade, esta mentira é extremamente grave", atirou Ricciardi, em conferência de imprensa.

O candidato à liderança do clube de Alvalade detalhou ainda alguns dos motivos pelos quais considera que a situação financeira do Sporting é delicada, lançando também um desafio aos membros da Comissão de Gestão.

"O Sporting não paga um tostão a um único fornecedor que tem, não consegue pagar aos jogadores, tanto que foi pedir um reescalonamento da dívida ao Braga e ao V. Guimarães, pelo Battaglia e pelo Raphinha. Estão a pagar com grandes dificuldades os vencimentos de funcionários e jogadores. Se nada acontecer, não haverá dinheiro para salários. Agora, dizer que a situação não é problemática, os sócios têm de saber que isto é mentira. Eu desafio os membros da Comissão de Gestão, que venham ao programa da Sporting TV dizer que a gravidade da situação da tesouraria não é grave", rematou.

Refira-se que a Comissão de Gestão demarcou-se das declarações proferidas por Paulo Santos. Já a SAD destacou que a informação financeira adiantada pelo membro da Comissão de Fiscalização não estava correta.