"Respeito muito Vítor Oliveira, mas não sou comentador"

"Respeito muito Vítor Oliveira, mas não sou comentador"

Questionado sobre o teor das declarações de Vítor Oliveira no final do Gil Vicente-Sporting, de domingo, Silas não falou diretamente da opinião do treinador gilista.

Palavras de Vítor Oliveira: "Respeito muito a opinião dele, para mim é um professor e aprendo muito com ele. Mas não estou aqui para comentar a opinião do Vítor Oliveira. Os meus jogadores mostraram qualidade e foi por isso que ganhámos. Respeito, mas não sou comentador. Sou treinador e ele é meu colega."

O que disse Vítor Oliveira no domingo

Treinador do Gil Vicente estabeleceu comparações entre o nível qualitativo do plantel do Sporting e os plantéis dos rivais.

Qualidade do plantel do Sporting: "O plantel do Sporting fica longe do plantel do FC Porto e do Benfica, fica muito longe. Tem alguns bons jogadores, mas não muitos. Não é tão bom, nem perto, como o plantel de FC Porto e Benfica. Depois do que aconteceu na Academia, vai precisar de três ou quarto anos para se recompor, com estes resultados ainda demora mais. Eu sei que isto é muito desagradável, mas é a opinião de um homem com muito futebol."

Mais jogadores: "O Sporting, para ter melhores resultados, precisa de melhores jogadores. Pode andar aí a mudar de treinador, de presidente, mas precisa de mudar de jogadores. Precisa de um plantel mais reforçado, fica aquém. A comunicação social põe lá em cima e põe lá em baixo. Há 15 dias, o Sporting era uma equipa fraca. Ganhou ao PSV e estava em retoma, era uma equipa fantástica. Somos do 8 e do 80, agora devemos entender que precisa de quatro ou cinco jogadores de qualidade para voltar a ser uma grande equipa, que o é".

O que disse na terça-feira

Historiando as consequências provocadas pelo ataque à academia de Alcochete, em maio de 2017, Vítor Oliveira acredita que a instabilidade vivida no seio do clube leonino constitui um "problema gravíssimo do futebol português", que tem sido analisado com "alguma ligeireza". "Saíram vários jogadores que valeriam muito mais do que aquilo que acabaram por valer. O Sporting voltou bastante depauperado em termos desportivos, mas voltou à normalidade, com um discurso de campeão, quando todos perceberam que aquilo deixou marcas profundas. Têm-se procurado bodes expiatórios onde eles não existem e o Sporting vai precisar de algum tempo para sair desta situação e voltar a ser o grande clube que já foi", lamentou.