"PSV? Ouvi dizer que se não fosse o Renan tínhamos levado uma cabazada"

"PSV? Ouvi dizer que se não fosse o Renan tínhamos levado uma cabazada"

Leonel Pontes, treinador do Sporting, falou sobre a derrota na Liga Europa, frente ao PSV, na Holanda, por 3-2.

O treinador do Sporting, Leonel Pontes, em antevisão ao jogo de segunda-feira frente ao Famalicão, falou sobre a derrota na Liga Europa, por 3-2, frente ao PSV, destacando que a equipa fez um grande jogo.

"Falou-se um pouco do jogo do PSV, mas se fizerem uma análise profunda ao que foi o jogo, não superficial, vão perceber que fizemos um grande jogo. Se tivéssemos empatado ou ganho tinha sido um jogo extraordinário. Cometemos pequenos erros e tivemos pequenos momentos de azar. Falharam um canto, falharam o primeiro remate e acabaram por fazer o golo. Um jogador nosso estava mal posicionado é verdade, devia estar no sítio e não estava", começou por dizer.

"Ouvi dizer que se não fosse o Renan tínhamos levado uma cabazada. Isso não é verdade, se calhar se não fosse o guarda-redes deles tínhamos empatado o jogo. Conseguimos encostar o adversário lá atrás. Uma equipa que tinha 15 golos marcados e sofrido um e conseguimos dar a reposta que demos, são os melhores indicadores que temos para enfrentar o próximo jogo", concluiu sobre o tema.

Já sobre o jogo de amanhã, segunda-feira, frente ao Famalicão, Leonel Pontes garante que o Sporting fará de tudo para vencer frente a uma equipa que está "a viver um momento de qualidade".

"Famalicão? É uma equipa que está a fazer campeonato extraordinário, confiante, defende bem, no contra-ataque é perigosa, dá profundidade, tem jogadores rápidos nos corredores laterais. Está num momento de forma muito bom, a viver um momento de qualidade, na liderança, mas nós temos os nossos argumentos, sabemos que os jogos são imprevisíveis, mas em casa e com o nosso público que nos tem ajudado vamos fazer tudo para vencer o jogo. Tranquilizar a equipa e seguir o nosso caminho".