Providências cautelares de Bruno de Carvalho recusadas

Providências cautelares de Bruno de Carvalho recusadas
Rui Miguel Gomes, Rafael Toucedo e Filipe Alexandre Dias

Tópicos

Apenas falta decidir sobre uma, mas o desfecho dificilmente não será o mesmo: a recusa.

Bruno de Carvalho viu recusadas praticamente todas as providências cautelares que colocou no âmbito do processo de destituição da presidência do Sporting, com particular destaque, segundo O JOGO apurou, para a que colocava em causa as decisões da Comissão de Fiscalização na Assembleia Geral do passado dia 23 de junho, em que foi votada a destituição do ex-líder leonino.

Apurou o nosso jornal que apenas falta decidir sobre uma, mas o desfecho dificilmente não será o mesmo: a recusa.