Plata inclinado para a saída e com preferência no destino: confira os pormenores

Plata inclinado para a saída e com preferência no destino: confira os pormenores
Bruno Fernandes/Rui Miguel Gomes

Tópicos

Rio Ave pediu o empréstimo como compensação para libertar este mês Matheus Reis, mas o Cádiz merece a preferência do extremo equatoriano.

Gonzalo Plata está inclinado a aceitar a cedência por empréstimo ao Cádiz até ao final da presente temporada, aguardando apenas que o Sporting dê a luz verde para a operação.

Segundo O JOGO apurou, o extremo internacional equatoriano terá mesmo mostrado pouca recetividade para ser englobado no acordo com o Rio Ave, onde os seus préstimos são desejados.

Com efeito, depois de António Silva Campos, presidente dos vila-condenses, ter solicitado a cedência do camisola 20 dos leões a Frederico Varandas, presidente do Sporting, no dia do último Sporting-Rio Ave, os dirigentes do emblema de Alvalade abordaram o atleta para aferir a disponibilidade deste em atuar até ao final da estação em Vila do Conde. A existência de uma forte e insistente abordagem - à que se juntou posteriormente uma proposta de empréstimo - do Cádiz, emblema espanhol que está a meio da tabela em La Liga, seduziu Gonzalo Plata, que ouviu da boca do treinador Álvaro Cervera os planos que este tinha para si na equipa que comanda.

Porém, Gonzalo Plata sabe que o Sporting até aceita envolver o seu nome no acordo que poderá viabilizar o ingresso imediato de Matheus Reis no clube. A preferência dos dirigentes leoninos, a cederem o extremo, é a de o colocarem no acordo com o Rio Ave, já que tem sido complicado encontrar nomes que interessem aos vila-condenses.