Neto deixa aviso: "Ninguém se pode agarrar ao que foi feito na época passada"

Neto deixa aviso: "Ninguém se pode agarrar ao que foi feito na época passada"

Neto, central do Sporting, falou esta segunda-feira aos jornalistas antes de mais uma sessão de trabalho no estágio no Algarve.

Mensagem de Rúben Amorim: "A mensagem é que o que ficou do ano passado já passou. Partimos todos com zero pontos É toda uma nova história. Ninguém se pode agarrar ao que foi feito no ano passado, melhor marcador, defesa, melhores resultados... Se nos agarramos só a isso não teremos sucesso. A mensagem é que partimos todos do zero e que jogo a jogo podemos conseguir atingir os nossos objetivos. Sabemos que temos um grupo forte. Sabemos que o que fizemos de bom o ano passado pode partir para este."

Coates e Plata nos trabalhos: "Esperamos hoje o Seba e o Plata, as coisas começam a assentar. Faltam-nos três jogos de preparação. O grupo mantém-se com o mesmo espírito e com a mesma crença. Estamos a criar as raízes para uma temporada que vai ser muito difícil. Estamos todos focados e esse é o objetivo principal."

Particulares: "Foi dada a oportunidade a todos de jogar, já nos apresentámos a bom nível. Aqui e ali alguns erros naturais. A pouco a pouco começámos a assentar mais ao detalhe. Foram duas exibições positivas e temos mais três jogos antes do Braga. (Supertaça).

Trabalho: "Conseguimos algo de inesperado no ano passado, os mesmos jogadores, com mais quatro ou cinco jogadores, temos de ter mentalidade de cada um elevar o seu nível, dar o dobro, cada um tem de dar um pouco mais, para nos colocarmos num patamar acima e isso é possível com treino. Não acharmos que foi tudo perfeito no ano passado e defender, não o título, mas aquilo que fizemos no ano passado, o espírito. Era notório que as pessoas se identificavam com o que o grupo transmitia para fora."

Espírito de grupo: "A nível de grupo foi bem patente o tipo de empatia que tínhamos o ano passado, o que não é fácil. As coisas acabaram por acontecer bem, o grupo dava-se muito bem, mesmo nos momentos mais negativos. É dar continuidade, toda a gente se conhece e toda a gente tem o à vontade de puxarmos todos uns pelos outros".