"Não se ponham os papagaios outra vez a difamar"

"Não se ponham os papagaios outra vez a difamar"

Ex-presidente da Mesa da AG do Sporting ataca os estão "sabujamente a tentar influenciar" decisões do novo líder. Lamenta saída de figuras emblemáticas.

A celeuma causada pelos cortes no pessoal que o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, já colocou em marcha, levou o ex-presidente da Mesa da AG, Eduardo Barroso, a sair em defesa do novo líder do clube, pois defende que está a zelar pelo futuro do emblema.

"Deixem o presidente e o executivo... sobretudo deixem a Bruno de Carvalho continuar o seu caminho e que seja o que ele decidir. Não se ponham os papagaios outra vez a difamar e a colocar dúvidas na competência... os que disseram que a continuidade é que era necessária, que só a continuidade assegurava o futuro do Sporting, são os que agora estão sabujamente mais uma vez a tentar influenciar uma decisão que compete apenas ao presidente do Sporting", atirou, em declarações à Rádio Renascença.

A saída de Manuel Fernandes é das que mais tem dado que falar, e Eduardo Barroso reconhece que "muitos" dispensados "são figuras", mas nem assim contesta a decisão de Bruno de Carvalho: "Vamos ter menos dinheiro para gerir uma equipa competitiva, teremos de fazer reestruturação financeira até dos funcionários. O Sporting tem que optar entre a realidade e o futuro ou deixar-se manter nesta linha de inviabilidade financeira. É um grito de liberdade, vamos ver se tem consequência na eficácia e em colocar o Sporting no rumo que queremos."

Sobre Jesualdo Ferreira, de quem diz ter cometido "alguns erros na relação com o novo poder, que podem ser fruto de pressão do exterior", afirmou estar a "gostar muito do seu trabalho".