Mathieu pondera o adeus: a possibilidade mais forte e os outros cenários possíveis

Mathieu pondera o adeus: a possibilidade mais forte e os outros cenários possíveis
Rafael Toucedo

Tópicos

O central pondera acabar a carreira, mas ainda não tomou a decisão final. Aos 36 anos, ainda faz falta e peritos acham que tem condições para continuar.

A época 2019/20 já vai a meio e o futuro imediato de Mathieu, que termina contrato no final da época, ainda está no ar. O defesa francês é uma das figuras do plantel do Sporting, é o seu jogador mais experiente e mais titulado e aos 36 anos continua a ser indiscutível no onze - apesar de Silas apenas ter mencionado Bruno Fernandes como intocável.

Ao que O JOGO apurou, Mathieu ainda não tomou uma decisão final, mas está a ponderar seriamente colocar um ponto final na carreira, embora a continuidade em Alvalade por mais uma época ou até despedir-se dos relvados onde começou, no Sochaux, sejam outros cenários em aberto.

Plenamente integrado desportivamente no Sporting e familiarmente em Lisboa, Mathieu, pelas informações recolhidas pelo nosso jornal, não enjeita a possibilidade de ficar a viver na capital portuguesa. Uma situação que pode deixar a batata quente da renovação nas mãos dos leões.

Jérémy Mathieu está a cumprir a sua 18.ª temporada como jogador profissional (três no Sochaux, quatro no Toulouse, cinco no Valência, três no Barcelona e três no Sporting) e apenas em três delas ficou abaixo dos 20 jogos. Nos leões o francês já soma 98 jogos , pelo que até pode tornar-se centenário no dérbi com o Benfica de 18 de janeiro, em Alvalade (17.ª jornada da Liga). Esta época, a gestão física do camisola 22, levada a cabo pela unidade de performance do clube e executada pelos diversos técnicos que já passaram pelo banco (Marcel Keizer, Leonel Pontes e Jorge Silas) é evidente: vai em 16 participações de um total de 24 desafios oficiais da equipa, ou seja, marcou presença em 66,6% dos jogos dos leões.

O JOGO consultou vários centrais que passaram por Alvalade (Morato, Tonel e Pedro Barny), unânimes sobre a visível capacidade do internacional francês em prolongar a carreira mais uma época.

"Da maneira que o tenho visto jogar, acho que mais um ano aguenta à vontade. Tivemos tantos jogadores até aos 36, 37 e por aí fora. Faz gestão, mas isso também os de 19 ou 20 anos. Nos 90" vê-se que tem condições", refere Morato. Pedro Barny, do ponto de vista desportivo, concorda: "Pelo rendimento atual, que é positivo e satisfatório, pode continuar. Tem condições para isso. Mas só conhecendo melhor o atleta e a sua personalidade se poderá avaliar melhor. Quando há sobrecarga é feita gestão, nota-se que há cuidados adicionais. É das melhores opções do Sporting e por isso joga e é fundamental."

Já Tonel reconhece a aptidão física para o jogo, mas questiona a mental para prosseguir: "Pelas condições físicas que vai apresentando, parece que pode continuar. Outra coisa é a condição psicológica e a motivação e ambição. Não sei se está motivado para mais um ano. Sabe-se que fisicamente tem um problema já antigo, mas tem bom rendimento, joga a bom nível. Ainda é cedo para se decidir isso. Até ao momento tem condições físicas suficientes, o resto da época terá o seu peso." Entretanto, Mathieu vai somando e seguindo.