Marta Soares indefere pedido de AG Extraordinária e deixa explicação

Marta Soares indefere pedido de AG Extraordinária e deixa explicação

A Assembleia Geral Extraordinária solicitada por um grupo de sócios tinha como objetivo permitir que fossem validadas todas as candidaturas às eleições do clube, marcadas para 8 de setembro.

O presidente da Mesa da Assembleia Geral (MAG) do Sporting, Jaime Marta Soares, disse à agência Lusa ter indeferido o pedido de realização de uma reunião magna extraordinária, apresentado na semana passada por um grupo de associados.

"Indeferi o pedido de realização de uma Assembleia Geral extraordinária porque este não respeitava os estatutos", disse Jaime Marta Soares.

A Assembleia Geral Extraordinária solicitada por um grupo de sócios tinha como objetivo permitir que fossem validadas todas as candidaturas às eleições do clube, marcadas para 8 de setembro.

As assinaturas para a convocação da reunião magna extraordinária foram entregues a Jaime Marta Soares em 27 de julho, dois dias após o presidente da MAG se ter recusado a recebê-las, alegando questões processuais.

O Sporting está a ser liderado por uma comissão de gestão, que substituiu o Conselho Diretivo, presidido por Bruno de Carvalho, destituído em AG extraordinária realizada em 23 de junho.

Nove associados do clube já manifestaram intenção de concorrer ao ato eleitoral, agendado para 8 de setembro, mas até à data apenas Frederico Varandas, antigo diretor clínico, formalizou a candidatura, cujo prazo de entrega de listas termina em 08 de agosto.

Desde de que o presidente da MAG convocou eleições apresentaram-se como candidatos, além Frederico Varandas, Bruno de Carvalho, Carlos Vieira, Dias Ferreira, João Benedito, José Maria Ricciardi, Fernando Tavares Pereira, Pedro Madeira Rodrigues e Zeferino Boal.

Bruno de Carvalho e Carlos Vieira, presidente e vice-presidente eleitos em março de 2017, foram suspensos preventivamente de toda a atividade no clube por uma Comissão de Fiscalização nomeada pela Mesa da Assembleia Geral.