Marta Soares garante eleições e sublinha: "Bruno de Carvalho poderá recandidatar-se"

Marta Soares garante eleições e sublinha: "Bruno de Carvalho poderá recandidatar-se"

Presidente da Mesa da Assembleia Geral destacou os dois cenários possíveis que poderão resultar da AG de 23 de junho

Este sábado tem lugar a Assembleia Geral do Sporting, cujo um dos pontos visa a destituição da direção do Sporting. Jaime Marta Soares garante que não está de nenhum dos lados e explica o que fará no final da AG. "Da nossa parte não há desejos de esquerda ou direita. O nosso desejo é que sócios possam decidir pela continuidade ou não. Não há guerras da Mesa nem do Presidente. Não fazemos parte de grupos. Não sou candidato a nada. Julgo que nenhum dos meus colegas o é. Se os sócios decidirem pela continuidade, à Mesa só resta marcar eleições para a Mesa e para o Conselho Fiscal e Disciplinar. Eleições há sempre, só se levanta a questão se é para dois ou três órgãos. Qualquer que seja o resultado, no prazo que está estabelecido, até meados de setembro, serão feitas eleições no Sporting, para dois ou três órgãos."

Quanto a Bruno de Carvalho, Jaime Marta Soares mostrou-se seguro de que irá respeitar o resultado da Assembleia. "Estamos num país democrático, onde o Direito impera. Estamos sujeitos às leis da República e são para se cumprir. Espero que seja esse o entendimento do presidente Bruno de Carvalho, de cumprir os estatutos. Se os sócios decidirem a sua destituição, julgo que ele vá aceitar a vontade dos sócios, nem outra coisa me passa pela cabeça. Com certeza que vai aceitar a decisão dos sócios. E depois poderá recandidatar-se, se tiver as quotas em dia e se quiser", destacou.