"Já discuti com treinadores que me queriam deixar de fora para descansar"

"Já discuti com treinadores que me queriam deixar de fora para descansar"
Duarte Tornesi/Redação

Tópicos

Bruno Fernandes recordou momentos da passagem pelo Sporting numa entrevista no canal de televisão do clube leonino

Jogar no Sporting: "Poder representar um clube como o Sporting foi o grande passo da minha carreira até a esse momento. Voltar a casa, voltar a Portugal e representar o Sporting foi o passo mais acertado, com todos os receios e medos que tinha de voltar a casa. Quando decides ir para um 'grande' vais porque queres vencer. A única coisa que não consegui, infelizmente, conquistar, foi o campeonato, mas conquistei duas Taças da Liga e uma de Portugal. Não me deixa satisfeito, mas deixa-me muito feliz".

Não olha a adversários: "É um dos meus problemas, até porque já discuti com treinadores que me queriam deixar de fora para descansar... O míster Keizer queria-me deixar de fora num jogo da Liga Europa para descansar e eu disse-lhe: 'descansar? Ainda sou muito novo para descansar'. Quando começou essa Taça, com o Loures, ainda era o míster Peseiro e eu disse-lhe, também: 'meta-me a jogar'. Sempre respeitei o espaço dos outros e nesse jogo com o Keizer, contra o Vorskla, sai para o Bruno Paz se estrear. Não saí chateado. Eram menos 15 minutos para estar bem para o jogo seguinte. Para mim, jogar contra o Loures ou contra o FC Porto é a mesma coisa. Hoje um dos meus maiores rivais é o City. O Bernardo Silva já disse que tenho dentro de mim uma competitividade enorme. Mesmo sendo rival dele. Sabem que eu gosto de demonstrar e melhorar a cada jogo que passa. Uma das maiores desilusões também foi falhar um penálti contra o Loures, o único pelo Sporting."

Equipas de menor dimensão: "Sempre passámos a mensagem que nada seria fácil e nessa época também tínhamos o Nani, no início, que nos ajudou nesse aspeto. Tinha experiência, como o Seba [Coates] que sabia o quão difícil era jogar contra essas equipas, porque para elas era uma possibilidade. Aliás, na última tivemos o pior exemplo disso, contra o Alverca. Todos sabem jogar futebol. Eu sigo o Campeonato de Portugal e saem de lá grandes talentos. Espero que com a realidade financeira, possamos aproveitar algum desses jovens na calha, para poderem ser futuras estrelas de Sporting, Benfica ou FC Porto - ou outro qualquer."