Uma mão-cheia à beira da saída do Sporting

Uma mão-cheia à beira da saída do Sporting
Rui Miguel Gomes

Tópicos

SAD está à procura de soluções para André Pinto, Jonathan Silva, Petrovic, Iuri Medeiros e Alan Ruiz.

A reabertura do mercado de transferências na janela de janeiro já está a ser planeada em Alvalade e, segundo O JOGO apurou, são cinco os atletas para os quais a administração da SAD procura colocação através de vários intermediários. André Pinto, Jonathan Silva, Petrovic, Iuri Medeiros e Alan Ruiz, por motivos distintos, são dados como prescindíveis, ainda que os dirigentes do emblema verde e branco apresentem nesta fase exigências financeiras que dificilmente encontrarão correspondência no período específico que o mercado de janeiro configura.

Como cada caso é um caso, o de André Pinto é aquele em que a saída surge como a que maior consenso gera entre as partes. O Sporting pretende abdicar de um defesa-central - Tobias Figueiredo também pode sair (ver peça à parte) - e o antigo capitão do Braga deixou claro no final do mês de agosto que pretendia sair, depois de ter percebido que dificilmente teria as oportunidades desejadas no onze inicial, dada a simbiose competitiva da dupla formada por Coates e Mathieu. Porém, cerca de quatro milhões de euros é o valor solicitado pela SAD nesta fase, ainda que a cedência por empréstimo seja a mais plausível. Jonathan Silva tem revelado incapacidade competitiva nas oportunidades que lhe foram concedidas por Jorge Jesus - sempre que Fábio Coentrão se mostrou fisicamente indisponível - e acumulado erros graves, que o tornam dispensável por valores próximos dos três milhões de euros. Também Petrovic, ainda sem convencer Jorge Jesus, tem a porta de saída aberta, mas neste caso os dois milhões de euros pedidos pelo internacional sérvio são mais fáceis de encaixar.

Iuri Medeiros, que foi cobiçado por Roma e Krasnodar (ofereceram sete milhões de euros em agosto), tem desaproveitado os minutos de competição, desiludindo dirigentes e técnico, mantendo o bloqueio que o impede de mostrar a qualidade vista, por exemplo, no Boavista. Cerca de 12 milhões de euros é o que a SAD pede. Depois, há Alan Ruiz, argentino que demonstra escasso compromisso com os padrões competitivos de Jesus, que sente que está a ser empurrado para fora do clube, ainda que os leões pretendam recuperar os oito milhões de euros que foram investidos no defeso de 2016/17.

Tobias Figueiredo está à espera de André Pinto

Entre o lote de quatro centrais, apenas Coates e Mathieu estão de pedra e cal no plantel leonino. Se André Pinto quer sair, Tobias Figueiredo depende precisamente de uma eventual transferência do ex-bracarense. A SAD pretende transferir um dos dois em janeiro, tendo preferência clara por André Pinto, pois, por um lado o atleta manifestou desejo de sair, por outro a vontade de encaixar uma verba assinalável dá outras perspetivas à SAD.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.