"SAD vai ter um diretor financeiro"

"SAD vai ter um diretor financeiro"
Filipe Alexandre Dias

Tópicos

Candidato quer romper com estrutura e orgânica do passado, preconizando medidas de fundo no futebol e não só. Equilibrar o quadro económico-financeiro é também prioritário.

José Couceiro juntou os jornalistas para um pequeno almoço numa unidade hoteleira da capital. Candidato pela lista C à presidência do Sporting, o ex-técnico e antigo dirigente leonino voltou a colocar a tónica sobre a delicada conjuntura económico-financeira leonina, prometendo, uma vez mais, inovar e cortar com o organograma ainda em funções no clube.

"Queremos implementar uma estrutura diferente. Ninguém da administração anterior da SAD passará para a futura, garantidamente. Para a área financeira, contrataremos sempre alguém no mercado de qualidade um CFO [Chief Financial Officer], que será diretor financeiro da Sporting, SAD. Por isto, não percebo por que se fala de continuidade", declarou Couceiro em resposta quem diz "colar rótulos", enviando depois uma indireta a Luís Filipe Vieira, presidente do rival Benfica: "Queremos reestruturar o nosso passivo, gerar receitas para pagar custos, mas não estamos a falar de um perdão de dívida, como também não fiz comentários sobre empréstimos obrigacionistas."

Esperando ser eleito por um "universo de votantes alargado" e prometendo "ter uma conversa com Jesualdo Ferreira", nunca antes das eleições, Couceiro deixou alguns critérios patentes. "Quem treinar a nossa equipa tem de se identificar com o nosso modelo. Até pode ser um profissional fantástico, mas deve estar de acordo connosco. O Sporting tem a sua identidade", salientou.