Peseiro reage aos assobios: "Equipa merece tolerância"

Peseiro reage aos assobios: "Equipa merece tolerância"

Sócios assobiaram a equipa em momentos menos positivos na segunda parte

Análise ao jogo: "Foi um resultado justo. Tivémos uma grande entrada em jogo, fomos uma equipa pressionante, não deixando o Marítimo jogar. Talvez os nossos melhores minutos da época. Controlámos o jogo, mas temos de melhorar o controlo com posse. Marítimo só criou uma situação de golo na primeira parte Depois na segunda parte controlámos menos o jogo, mas o Marítimo não criou situações de golo e nós sim. Somos uma equipa unida. Importante o regresso do Mané após 15 meses. Parabéns ao Bruno que lhe ofereceu o prémio de melhor em campo. Realçar que a equipa jogou com três titulares da época. Estamos unidos, que isso se estenda às bancadas."

Castigo a Nani? "Já falei sobre esse assunto. Todas as decisões tomadas têm a ver com gestão internada da equipa. Não vou falar mais sobre o assunto. Battaglia? Desde o jogo em Braga treinou com recuperação, fez exames e não estava apto."

Nani na bancada foi sinal de força em relação ao balneário: "Não vale a pena falarem mais nisso. Não vou falar mais sobre o assunto."

Assobios dos adeptos: "Quem vai a um jogo de futebol tem liberdade de expressar-se. Nós temos de respeitar. Recebemos para isso, para suportar a insatisfação e não apenas a satisfação. Só posso dizer que a equipa deu sempre provas de união, compromisso, solidariedade, e merece que sócios tenham tolerância. Guardem os assobios para o final. Durante o jogo pode perturbar quem esteja menos confortável. Temos de conseguir jogar com essa menor ou maior insatisfação. Aos sócios peço que estejam unidos com a equipa. É fundamental que isso aconteça. Se puderem guardar insatisfação para o final, melhor