"Olho com expectativa para os processos de corrupção no futebol português"

"Olho com expectativa para os processos de corrupção no futebol português"

Rogério Alves, em entrevista à Sporting TV, abordou casos polémicos do futebol nacional

Nos últimos tempos casos como o "cash ball", os "mails" e o "e-toupeira", entre outros, têm assolado o futebol português, e Rogério Alves, advogado que desempenha o cargo de presidente da Mesa da AG do Sporting, diz estar atento ao desfecho.

"Olho com expectativa. Não antecipo conclusões: são dossiês com matéria muito grave. Pessoas que dão a cara, dão o nome e que dizem que foram aliciados. Temos, por outro lado, uma investigação em concurso sobre espionagem. Muita informação a ser investigada, como o caso dos e-mails. Coisas sérias e graves, a que o Sporting deve estar muito atento, devendo contribuir para aportar aos vários processos informação relevante", comentou, questionado diretamente sobre o alegado aliciamento do Benfica a jogadores através do agente César Boaventura.

Sobre o e-toupeira, comentou: "Se me perguntar, em tese, qual teria sido a melhor opção, considero que o Sporting deveria ter apresentado recurso [no e-Toupeira]. O Sporting entendeu que o argumentar que podia ter sido utilizado para reverter a decisão já estaria totalmente consagrado pelo Ministério Público".