Merih Demiral a O JOGO: "Saí do Sporting para ser de elite"

Merih Demiral a O JOGO: "Saí do Sporting para ser de elite"
Rafael Toucedo

Tópicos

Em entrevista a O JOGO, o central que brilha no empréstimo ao Alanyaspor fala sem mágoa da falta de oportunidades nos leões. Opção de compra de 3,5 M€ dificulta regresso.

Após duas épocas a atuar na equipa B, Merih Demiral viu o caminho para a equipa principal bloqueado e procurou a saída, rumando por empréstimo ao Alanyaspor. Boas exibições e opção de compra de 3,5 M€ complicam um eventual regresso.

Saiu desiludido com só um jogo na equipa principal?

-Estamos a falar do Sporting, onde esteve o Ronaldo! O meu desejo sempre foi jogar na equipa principal e trabalhei muito para isso. Aprendi muito e estou contente por ter jogado no Sporting. Se me derem oportunidade, jogo, mas não posso questionar os treinadores, não é esse o meu papel. Escolhi o Sporting quando tinha cinco convites e nunca me arrependi.

Depois de fazer a pré-época, esperava ter ficado no plantel?

-Sim, claro. No último dia, José Peseiro disse-me que podia ficar no plantel como o quarto central, mas eu disse-lhe que para evoluir tinha de jogar com regularidade. Sei que ainda tenho muito a provar. Tenho de jogar bastante antes de jogar no Sporting. Estive bem nos dois jogos que fiz na pré-época e quase marquei. Creio que podia jogar no Sporting se tivesse a oportunidade, acredito em mim, mas há uma dupla titular que é sólida, Coates e Mathieu, e ia jogar pouco. Havia clubes portugueses, ingleses e espanhóis interessados, mas eu queria jogar com regularidade, fazer 40 ou 50 jogos para evoluir de um jogador normal para um jogador de elite. Vir para a Turquia foi a decisão mais acertada.

É possível voltar? Tem conhecimento de o estarem a seguir?

-O Sporting é muito importante para mim. Aprendi muitas coisas naquela Academia, que é incrível. E quando tenho tempo livre vejo os jogos. Vi o jogo com o Nacional, os golos do Jérémy [Mathieu], do Bas Dost, do Bruno Fernandes. Foi um bom jogo. Não tenho informações sobre os planos do Sporting. É esperar.

Tudo mudou no Sporting e há mais oportunidades. Poderia encaixar com Keizer?

-Temos de fazer escolhas. Decidi vir para a Turquia e não me arrependo. O Sporting está bem e a minha carreira também vai bem. Com boas decisões, os resultados aparecem. É o que acontece agora no Sporting. Mas estou no Alanyaspor e não posso imaginar como seria.