Jorge Jesus: "Não é este Sporting que quero para a próxima época"

Jorge Jesus: "Não é este Sporting que quero para a próxima época"

Jorge Jesus aprecia o final de temporada do Sporting - sem derrotas nos últimos 11 jogos -, mas assume que não foi para isso que assinou pelo clube de Alvalade no verão de 2015.

Ganhar títulos: "Quando se trabalha numa equipa como o Sporting, o Benfica ou o FC Porto, independentemente dos objetivos que se têm de atingir e que são sempre os de ganhar títulos - e já não se está a disputar o título -, há sempre o objetivo de ganhar. A pressão é a mesma. Os jogadores do Sporting estão a perceber isso, desde que começámos a ficar mais afastados pontualmente [do primeiro lugar]. [Temos] nove vitórias e dois empates [nos últimos 11 jogos]. É uma demonstração do final de temporada que a equipa do Sporting está a fazer. Aquilo que nos conforta e nos dá algum orgulho é satisfazer os adeptos. Não chega. Vim para o Sporting para conquistar títulos. Estou no segundo ano, vou para o terceiro ano, e estou habituado a ganhar títulos. Quero continuar habituado a ganhar títulos."

Evolução do holandês: "O Bas Dost quando sai a jogar, a bola já não bate na parede. É um trabalho em que nós e ele temos vindo a evoluir. O Bas Dost tem talento e mentalidade de campeão. Joga em equipas que querem jogar para títulos. Além disso, é humilde. Quando o Adrien pegou na bola (no primeiro penálti), para não querer confusão, deixou levar a bola. Até por isso, merece a época que está fazer. O Messi também está a fazer uma ponta final muito forte. Se ficar em segundo lugar, já é muito bom. Tem mais três jogos."

Sobre Podence: "O Podence é uma certeza. Está a ser trabalhado com tempo, como foi o Gelson [Martins]. Errando, mas tranquilo. Sabe que ninguém o vai parar. Joga com uma margem de progressão muito mais facilitada. Ele tem muito talento. O que foi o Gelson num ano, vai ser o Podence para o ano"

Próxima época: "Não é este Sporting que quero para a próxima época. Se quero este Sporting ofensivamente, quero. Se quero este Sporting defensivamente, não quero. Conseguimos ganhar o jogo, porque tivemos ataque posicional, jogadas de contragolpe. Defensivamente, continuámos a cometer alguns erros, o que leva a equipa a passar por alguns períodos de incerteza, quando tem um domínio constante"