Iuri Medeiros não convence e está perto da saída do Sporting

Iuri Medeiros não convence e está perto da saída do Sporting
Filipe Alexandre Dias

Tópicos

SAD procura já colocação para o jogador que não tem conseguido agarrar as oportunidades com que tem contado para se afirmar de leão ao peito. Nova experiência fora de Alvalade em agenda

A saída de Iuri Medeiros do Sporting na próxima reabertura do mercado de transferências, em janeiro, é pouco menos que irreversível. O jogador de 23 anos, que teve esta época a possibilidade de se estrear pela equipa principal do emblema de Alvalade, depois de três empréstimos sucessivos a Arouca, Moreirense e Boavista não tem conseguido corresponder às expectativas do técnico Jorge Jesus, que o encarava como uma alternativa a Gelson Martins, sobre o corredor direito, onde atua, apesar de ser canhoto. Contudo, o jogador de 23 anos não tem convencido o treinador dos leões nos oito jogos em que foi chamado a intervir, pelo que os responsáveis da SAD, cientes do entendimento de que o camisola 45 não é uma opção válida, procuram já colocação para o extremo açoriano. Se a título definitivo ou por nova cedência temporária, depende do que o mercado proporcionar.

Esta foi a quarta ocasião em que Iuri Medeiros integrou os trabalhos de pré-época do plantel principal do Sporting. Com Marco Silva, em 2014/15, fez dois jogos de preparação, mas não se fixou no grupo passando a jogar pela equipa B, antes de ser emprestado ao Arouca, clube pelo qual fez 18 jogos e marcou três golos. Na primeira época de Jesus em Alvalade, fez apenas 20" ante o Ajax Cape Town, antes de rumar de novo ao Norte e fazer 34 jogos pelo Moreirense, marcando dez golos. Na pré-época de 2016/17, porém, participou em nove jogos de preparação (Mónaco, Stade Nyonnais, Zenit, PSV, Lyon, Villarreal, Wolfsburgo, Bétis e Nice). Não convenceu e rumou ao Boavista (30 jogos, oito golos). Esta época, leva 261" em oito jogos. Foi titular frente ao Tondela, para a Liga, ao Marítimo, para a Taça da Liga, e ao Oleiros, para a Taça de Portugal. Não tem qualquer golo marcado e a saída está já planeada.