"Há que expurgá-los do Sporting. Os envolvidos são burros"

"Há que expurgá-los do Sporting. Os envolvidos são burros"

Chamando burros aos adeptos que terão estado envolvidos nos célebres cartazes, o líder dos leões sublinha que não dá "tachos, empregos e dinheirinhos" e atira-se ao conselheiro Rui Barreiro

O presidente Bruno de Carvalho, em entrevista ao canal do clube na "Hora do presidente", acusou adeptos e sócios do Sporting de participarem "em ações conjuntas" com adeptos do rival Benfica na contestação recente à sua liderança. Recordando o cartaz colocado no final do ano nas artérias de Lisboa, junto ao José Alvalade, com o slogan "Nem Champions, nem Taça, nem cérebro, nem liderança, nem poupança. As mentiras já Doyen. O Sporting está em risco, acordem", Bruno de Carvalho pediu que os sócios expurguem os seus autores.

O líder leonino alvejou o conselheiro leonino Rui Barreiro. "O grande desestabilizador do Sporting é Bruno de Carvalho, disse Rui Barreiro, com ajuda fantástica de uns cartazes, mas depois, às 14h00 desse dia, foi colocado o acordo dos 515 milhões de euros na CMVM [Comissão do Mercado de Valores Mobiliários]. Não me obriguem a nomear os nomes da oposição interna. Este cartaz é tão descabido que não é só obra de sportinguistas. Há uma simbiose entre sportinguistas e benfiquistas. São frases corriqueiras em sites de apoio ao Benfica. Quem reza para que o Sporting perca com a Doyen, o Carrillo, só porque não se dá tachos, que se junte a ações destas a benfiquistas, não merece o estatuto de sportinguista. Há que expurgá-los do Sporting. Os envolvidos são burros. No Sporting não há tachos, empregos e dinheirinhos", disse.