"Gostava que o Sporting passasse da fase de assombração"

"Gostava que o Sporting passasse da fase de assombração"

Em entrevista à CMTV, Rogério Alves falou sobre a sua ligação a Frederico Varandas.

Vida profissional impediu-o de ser candidato á presidência?: "Passamos a vida neste diálogo, com palavras subentendidas. Ser presidente do Sporting é uma honra enorme, única, mas temos de pensar não em nós, mas sim no Sporting. Não é uma questão de ser mais útil como líder da Mesa da Assembleia Geral ou não ser. O Sporting é uma entidade que vive para o desporto e precisa de grande competência nessas áreas. É uma equipa e a equipa que o Dr. Frederico Varandas lançou, com o futebol no centro, mas que quer manter um grande nível nas outras modalidades, encaixa perfeitamente. Mas claro que quem tem uma vida profissional pondera esses aspetos. Como presidente da Mesa da AG vou dar o meu contributo para que o Sporting tenha sucesso".

Ligação a Frederico Varandas: "Gostava que o Sporting passasse da fase de assombração. Ah, ele é amigo deste, foi advogado do Jesus, é sócio do irmão de Frederico Varandas. O pensamento libertário é encantador. Eu conheço Frederico Varandas e é por isso que confio nele, que acredito nele. Mas há um plano por trás disto tudo? Não, não há. Somos amigos, conhecemo-nos e ele tem uma equipa muito competente com um único objetivo: unir o Sporting".

Supostas mensagens que ligam Bruno de Carvalho ao ataque em Alcochete : "Não podemos tirar conclusões precipitadas em matéria de investigação criminal. Não podemos pegar no facto A, B e C e construir uma determinada tese. As coisas têm de ser avaliadas com muito detalhe, submetidas ao contraditório...Temos de aplicar os princípios do Estado de Direito a toda a gente, mesmo por quem não temos simpatia. As pessoas que lêem formulam logo o seu juízo, mas a investigação criminal tem de ser criteriosa".

Relação com presidentes - "Não confundo o meu desacordo com a política com as minhas relações com os presidentes. Varandas tem um trunfo extraordinário: percebe muito de futebol. É a pessoa mais habilitada no setor mais necessitado do Sporting. É profundamente habilitado para liderar o futebol. É um gestor da sua vida particular e sabe que tem de encontrar pessoas para trabalhar com ele noutras áreas. Rodeou-se de uma equipa que lhe dá garantias, de outros gestores".