Gonzalo Plata convence Sporting a investir

Gonzalo Plata convence Sporting a investir
Rui Miguel Gomes

Tópicos

Sociedade que gere o futebol profissional pagou em janeiro último um milhão de euros por metade do passe do atleta de 18 anos e quer salvaguardar-se perante a crescente valorização.

É um dado adquirido: a SAD liderada por Frederico Varandas já equaciona a aquisição do remanescente dos direitos económicos de Gonzalo Plata, salvaguardando-se em função da evolução e preponderância que o extremo tem vindo a ter, em particular, na seleção principal do Equador. Foi ao serviço da tricolor, naquela que foi a segunda internacionalização, que Gonzalo Plata acentuou a convicção existente em Alvalade em relação ao seu valor, tendo mesmo apontado, anteontem, o último dos três golos que permitiram bater a congénere da Bolívia, em mais um encontro de preparação.

Com efeito, Gonzalo Plata, contratado há menos de um ano por um milhão de euros, ficando a sociedade que gere o futebol profissional do clube apenas com 50% dos direitos económicos do extremo de 18 anos, tem vindo a valorizar-se progressivamente - estreou-se na primeira equipa leonina nos últimos minutos do duelo com o Rio Ave - e os dirigentes leoninos procuram já encontrar formas de adquirir e liquidar o montante inerente à compra dos restantes 50%.

Gonzalo Plata - vinculado até junho de 2024 e com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. Iniciou a temporada nos sub-23, porém os bons desempenhos às ordens de Leonel Pontes, agora técnico interino da formação principal, valeram-lhe a chamada à equipa principal.

Aliás, diga-se que aproveitando a fase de renovação em curso na seleção do Equador, com a promoção de vários atletas que levaram o país ao terceiro lugar no último Mundial de sub-20, Gonzalo Plata entrou diretamente nas escolhas de Jorge Célico, selecionador nacional que também foi promovido após o referido sucesso, aproveitando para "reclamar" mais oportunidades em Alvalade. Essa operação estava já em curso junto do anterior técnico Marcel Keizer, que, para incompreensão de muitos, ainda não via Plata como um atleta de aposta constante e só no último jogo lhe concedeu a estreia.