Ex-funcionários confirmam lista de jogadores e árbitros

Ex-funcionários confirmam lista de jogadores e árbitros

Antigo secretário técnico do Sporting e a ex-secretária de Paulo Pereira Cristóvão, arguido no processo, asseguraram ao tribunal que os dirigentes leoninos sabiam de alegado esquema de espionagem montado pelo outrora vice-presidente. Godinho Lopes será ouvido a 6 de maio próximo

Teve hoje lugar, no Campus da Justiça, em Lisboa, a segunda sessão de julgamento do processo designado de Caso Cardinal, no qual é arguido o ex-vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristóvão, sob acusação de branqueamento de capitais, fraude, peculato e devassa da vida privada com base em espionagem a futebolistas verdes e brancos.

Foram ouvidos o antigo secretário técnico do emblema de Alvalade, Eurico Gomes, que confirmou o conhecimento que vários responsáveis leoninos tinham sobre a existência de uma lista de jogadores do plantel profissional, respetivas moradas, contactos e matrículas de viaturas. Por sua vez, Liliana Caldeira, a ex-secretária do arguido - atualmente detido ao abrigo de um outro processo -, confirmou ter, a mando deste, criado um ficheiro com dados relativos a árbitros da I Liga. O documento era sujeito a atualização semanal.

Estava previsto que fossem ouvido inspetores da Polícia Judiciária encarregues de investigar este caso, mas tal intenção acabou adiada. Refira-se que Godinho Lopes, presidente do Sporting à altura dos factos, irá responder perante o tribunal na próxima sessão, marcada para 6 de maio.