Dortmund e mais quatro gigantes na pista de Gelson Martins

Dortmund e mais quatro gigantes na pista de Gelson Martins
Rafael Toucedo

Tópicos

Seguido há meses pelo Bayern Munique, o 77 despertou também o interesse do clube de Raphael Guerreiro. Seguido atentamente no dérbi

O interesse do Borússia Dortmund em Gelson Martins foi destaque na Imprensa alemã, que referiu que o extremo leonino foi mesmo seguido pelo emblema daquele país na meia-final da Taça de Portugal, em Alvalade, contra o FC Porto, tal como no último fim de semana no dérbi contra o Benfica. Gelson, como O JOGO noticiou oportunamente em primeira mão, está também na lista do Bayern Munique, que o segue com atenção há meses numa perspetiva de rejuvenescimento do plantel (os alas titulares, Robben e Ribéry, estão na fase final da carreira e por agora só o segundo renovou o vínculo para a próxima temporada).

Dortmund e Bayern são dois clubes poderosos em termos de prestígio e finanças, e os primeiros até têm os cofres cheios e a necessidade de dar melhor imagem na próxima temporada, já que em 2017/18, a uma jornada do fim da Bundesliga, ocupam o terceiro lugar a... 29 pontos do Bayern! O Dortmund vendeu na presente temporada Dembélé ao Barcelona (105 M€ acrescidos de 40 M€ por objetivos) e Aubameyang ao Arsenal (63,75 M€), pelo que os 60 milhões da cláusula de Gelson, aos quais o Sporting se agarra perante o interesse de colossos internacionais, não são um valor proibitivo.

Mas Gelson não é somente cobiçado na Alemanha. De Inglaterra chegam também relatos de ser seguido por Arsenal, Chelsea e Tottenham.

Com o Mundial como meio de valorização no verão, o Sporting não pretende fazer descontos no preço do camisola 77 que já vestiu as cores de Portugal em 17 ocasiões. Aliás, o valor de mercado de Gelson tem disparado ano após ano. Segundo o sítio alemão Transfermarkt, quando se juntou ao plantel principal de Jorge Jesus, em 2015/16, o extremo estava avaliado em dois milhões. No início da época seguinte, o número subiu para 7 M€, aumentando drasticamente a partir de então: começou, esta temporada, a valer 20 M€ e já vai nos 30 M€.

O primeiro catalisador que fez disparar o seu preço e praticamente o apresentou à comunidade internacional foi a exibição contra o Real Madrid, na Liga dos Campeões, há um ano. Gelson não só manteve o nível exibicional tornando-se um grande desequilibrador pelo flanco direito, como ainda melhorou na vertente da finalização esta época, na qual troca várias vezes de posição com Bruno Fernandes, ficando mais próximo do golo. Depois de marcar sete golos em cada uma das duas últimas épocas, na atual já vai em 13, praticamente duplicando a sua eficácia (soma até ao momento 12 assistências em 2017/18).