Bas Dost no ataque à vítima preferida... e só um clube ainda ileso

Bas Dost no ataque à vítima preferida... e só um clube ainda ileso
Mário Duarte

Tópicos

Avançado só por uma vez ficou em branco diante do Chaves. Tem dois hat tricks e bisou por duas ocasiões ante o adversário mais castigado.

Voltou ao onze e aos golos na última ronda do campeonato, na visita aos Açores, para defrontar e levar de vencida o Santa Clara, foi lançado no decorrer do jogo com o Arsenal, quinta-feira, em Londres, e deve voltar à titularidade na receção de amanhã ao adversário que mais castiga desde que joga de leão ao peito: o Chaves. Com efeito, nenhuma outra equipa sofre tantos golos em Portugal de Bas Dost como a flaviense: em cinco jogos com o adversário de amanhã, o dono da camisola 28 verde e branca atirou para o fundo da baliza por dez ocasiões, registando uma média de dois golos por jogo frente à equipa que agora reencontra.

A verdade é que, a contar para o campeonato, o holandês que chegou a Alvalade em 2016 para render Islam Slimani como principal referência de ataque dos leões faturou sempre nos embates com o Chaves. No primeiro confronto, a 14 de janeiro de 2017, bisou, ficando em branco uma única vez no duelo que se seguiu, mas para a Taça de Portugal. Depois, foi sempre a somar: dois hat tricks nos jogos que se seguiram, que os leões triunfaram por 4-1 e 5-1, respetivamente, para bisar de novo no último encontro com os flavienses, a 12 de março passado, com o Sporting a regressar de Chaves com uma vitória por 2-1.

Só o Boavista, com sete golos sofridos de Bas Dost nos mesmos cinco jogos, se aproxima da severidade do castigo que o avançado holandês tem vindo a impor ao próximo adversário dos leões. Em 96 jogos (84 como titular), o aríete contratado ao Wolfsburgo teve 73 tiros certeiros de leão ao peito.

Só o FC Porto ainda está ileso

O Chaves pode ser a equipa mais castigada pela eficácia de Bas Dost, mas a verdade é que todas as equipas já sofreram a tenacidade do holandês na hora de finalizar. Todas? Não. Há uma ainda que resiste: o FC Porto. Com efeito, os dragões são a única equipa da atual Liga que ainda não provou o veneno dos golos de Dost. Benfica, Portimonense e Santa Clara ainda só sofreram um golo do holandês que, mantendo a média, amanhã bisa.