Adeptos do Sporting perdem a paciência com Bas Dost e há um lance a destacar

Adeptos do Sporting perdem a paciência com Bas Dost e há um lance a destacar

Matador chegou a discutir a Bota de Ouro com Messi, mas ontem foi assobiado em Alvalade. Keizer assume mau momento.

Matador leonino nas últimas duas temporadas, Bas Dost atravessa o seu pior período em Alvalade e ontem, pela primeira vez, chegou mesmo a ouvir assobios das bancadas. O crédito ganho nos anos anteriores não foi suficiente para os adeptos serem mais tolerantes para com o atacante holandês e até o treinador Marcel Keizer assumiu que o 28 não está bem, justificando a sua saída aos 59" com a afirmação de que ele nem foi a jogo.

"Dost? É um jogador que fez muito pelo Sporting nos últimos anos e espero que continue com confiança. Os maus momentos podem acontecer e temos de o ajudar a melhorar. Ele não estava no jogo e tivemos de o tirar. É algo que acontece. Marcou muitos golos pelo Sporting, por isso é que todos esperam muito dele. Não está no melhor momento da carreira, mas a equipa e eu temos de o ajudar a colocar-se novamente no trilho certo", disse o técnico, que tinha manifestado confiança no compatriota na véspera do encontro.

Depois de várias ações em que não tomou as melhores decisões, chegou uma nos descontos da primeira parte em que ficou isolado e falhou de forma pouco habitual nele, o que levou à reação das bancadas (ao sair, porém, ouviu um misto de assobios e aplausos).

Dost leva 91 golos em 120 jogos pelo Sporting (chegou a discutir com Messi a Bota de Ouro) e esta temporada já vai em 21, 11 dos quais na marcação de penáltis. De bola corrida, só marcou dois golos nos últimos 17 desafios dos leões e vai em três em branco.