7-1. O jogo da euforia leonina foi há 30 anos

7-1. O jogo da euforia leonina foi há 30 anos
Duarte Tornesi

Tópicos

O universo sportinguista celebra um importante marco na ancestral rivalidade com o Benfica e pode mitigar a dor pela derrota sofrida no último domingo (2-1) na Luz

Numa semana marcada por um clima de júbilo benfiquista, proporcionado pela vitória no dérbi do último domingo (2-1), o universo sportinguista tem hoje uma razão para esquecer o desaire sofrido na Luz e recordar (ou assinalar) um importante marco no despique com o eterno rival. Há 30 anos, no dia 14 de dezembro de 1986, uma equipa leonina comandada por Manuel José atropelou o Benfica por 7-1, no velho Estádio José Alvalade, e fez com que as ruas, um pouco por todo o país, se pintassem de verde e branco para celebrar aquele que ainda continua a ser o resultado mais dilatado em jogos entre os dois gigantes de Lisboa.

Protagonista de uma exibição que entrou para a história, o capitão Manuel Fernandes marcou quatro golos (50", 71", 82" e 86") ao Benfica, que tinha na baliza Silvino (hoje adjunto de José Mourinho). Mário Jorge (15" e 68") e Meade (65") assinaram os outros tiros certeiros dos verdes e brancos. Wando (59") foi o autor do golo de honra das águias.

Porém, após essa vitória, o Sporting somou seis jogos consecutivos sem vencer na Liga - duas derrotas e quatro empates - e terminaria a prova a dez pontos do campeão... Benfica, que, ao título, ainda somou a conquista da Taça de Portugal - vitória sobre... os leões na final (2-1).