Grande aperto financeiro

Jean-Paul Lares

Tópicos

A falta de consenso com os parceiros financeiros não permite aliviar os problemas de tesouraria e estão em risco os compromissos assumidos até ao final da temporada.

As primeiras semanas de Bruno de Carvalho como presidente do Sporting têm alternado entre o sucesso desportivo, com duas vitórias consecutivas da equipa principal de futebol, e as dificuldades encontradas no plano financeiro, que limitam a capacidade do clube e da SAD.

O líder dos leões tem multiplicado conversas com os parceiros financeiros dos leões, mas a verdade é que ainda não foi possível chegar a acordo para o tão necessário plano de reestruturação financeira, que poderia libertar as verbas necessárias à resolução dos problemas de tesouraria, os mesmo que têm impedido a Direção eleita a 23 de março de cumprir compromissos fundamentais, quer no seio do Sporting quer na empresa que gere o futebol verde e branco.

Leia a notícia completa no e-paper ou na edição em papel de O JOGO