FIFA não aceita inscrição e Adrien fica sem jogar até janeiro

FIFA não aceita inscrição e Adrien fica sem jogar até janeiro

Decisão da FIFA foi conhecida esta terça-feira.

Contrariamente a todas as expectativas, a FIFA não validou a inscrição de Adrien pelo Leicester. Quer isto dizer que o médio internacional português irá ficar sem competir oficialmente pelo Leicester até janeiro, já que, conforme O JOGO deu conta, o negócio entre leões e ingleses está feito e não terá marcha atrás.

O negócio implica a entrada de 24 milhões de euros nos cofres do Sporting, além de outros objetivos estabelecidos. Adrien está seguro nos foxes, até porque na contratualização do acordo entre os dois emblemas não está traduzida qualquer cláusula que salvaguarde a possibilidade de quebra do negócio, o que deixa os responsáveis leoninos confortáveis com o processo, o qual é tido como irreversível. Adrien, aliás, começa a treinar no Leicester esta quarta-feira.

O Leicester pediu à FA um prolongamento de duas horas para concluir os trâmites legais no passado dia 31, porém a questão que se levantava residia precisamente no ligeiro atraso que houve - no caso, terão sido segundos, de acordo com informações recolhidas pelo nosso jornal - na submissão dos documentos obrigatórios no Transfer Matching System (TMS), onde são registadas todas as operações de mercado relacionadas com jogadores.

A documentação em causa engloba o certificado internacional do jogador, o comprovativo de rescisão com o clube de origem, o acordo entre os dois emblemas e o contrato entre comprador e vendedor, assim como o comprovativo de vínculo entre o atleta e a nova entidade empregadora. A confiança de todas as partes em que o processo chegasse a bom termo era elevada, contando com a pressão da FA, que aceitou a inscrição do jogador, ele que naturalmente não pode estar inscrito em duas federações.