Facadas a adeptos leoninos valem cinco anos de cadeia

Facadas a adeptos leoninos valem cinco anos de cadeia

Dois arguidos foram condenados pelo esfaqueamento a dois adeptos do Sporting, após um V.Guimarães-Sporting, a 1 de novembro de 2014.

O Tribunal Judicial de Guimarães condenou a cinco anos e quatro meses de prisão um dos dois arguidos acusados das agressões violentas (socos, pontapés e facadas) a dois adeptos do Sporting, no dia 1 de Novembro de 2014, a seguir a um V. Guimarães-Sporting (3-0).

O crime de homicídio qualificado na forma tentada não foi dado como provado, mas isso aconteceu com os restantes crimes, nomeadamente três de ofensa à integridade física qualificada (um na forma tentada) e posse ilegal de arma.

O mesmo tribunal condenou o outro arguido a um ano e oito meses de prisão com pena suspensa.

Um ferido grave e um ligeiro resultaram das agressões, ambas por esfaqueamento, ocorridas entre as 20h30 e as 20h40 na Rua Dr. José Pinto Rodrigues, nas imediações do Estádio D. Afonso Henriques.

Os dois feridos eram ambos adeptos do Sporting, residentes em Mirandela, tendo sido transportados de imediato para o Hospital de Guimarães.

O ferido mais grave tinha 37 anos e foi esfaqueado nas costas, tendo a agressão ocorrido às 20h30. Passados 10 minutos ocorreu o outro esfaqueamento, desta feita a um adepto leonino de 21 anos.

Os dois agressores eram, à data do ocorrido, residentes em Guimarães.