Edwards avança para o lugar de Pedro Gonçalves, que vai falhar o duelo com o FC Porto

Edwards avança para o lugar de Pedro Gonçalves, que vai falhar o duelo com o FC Porto

Confirmada a baixa do 28, que segundo Amorim vai "estar alguns jogos fora", o inglês ganha uma oportunidade

A coxa esquerda voltou a travar Pedro Gonçalves e o goleador vai falhar não só o Marítimo, hoje, como também o clássico da Taça de Portugal contra o FC Porto (primeira mão da meia-final da Taça de Portugal, em Alvalade). O camisola 28 já perdeu esta temporada oito dos 39 jogos da equipa e vai ficar de fora em novo clássico, como sucedeu no último, para a Liga Bwin, no Dragão.

Para o seu lugar, para já contra o Marítimo, entra Marcus Edwards, que assim se estreará a titular na equipa leonina.

"Pote está fora do jogo [contra o Marítimo] e vai estar algum tempo fora. Edwards? É mais uma opção, poderá ser titular. É uma opção para entrar no onze. Pudemos testar várias coisas. Pote ressentiu-se de uma lesão e tivemos tempo para alterar isso em treino. Já nos habituámos a jogar a toda a hora. É um passo importante e para o ano vamos estar melhor", adiantou Rúben Amorim, apontando ao crescimento do inglês como factor positivo a retirar da ausência de Pedro Gonçalves.

O extremo ex-V. Guimarães foi contratado, na janela de mercado de janeiro, a pensar já na próxima temporada, com a presente como período de adaptação. Até ao momento soma apenas 27" (entrou contra o Belenenses e o Estoril) e no Funchal tem a possibilidade de dar mais um passo na sua evolução, com o técnico a aproveitar a oportunidade para avaliar o entrosamento do inglês e a sua adaptação à forma de jogar da equipa.

Questionado sobre se Pote escondeu a lesão para poder jogar contra o Man. City, Amorim recusou a ideia, recordando que depois disso completou a partida contra o Estoril: "No jogo do City arriscámos. Fez o jogo com o Estoril e agora sentiu dor. Não informou. São coisas que acontecem, são sobrecargas. Há muitos que já bateram o recorde de minutos. Não podemos olhar para algo que ele nos tenha escondido. Já jogou 90 minutos e são coisas naturais da profissão."

Já Pote, à "Betano Mag", numa espécie de antevisão para o clássico gravada há dias, frisou que dá tudo pelo clube: "Nunca pensei chegar até aqui e muito menos que os adeptos podiam criar uma música para mim. O meu objetivo é sempre dar tudo pelo clube e fico contente por as pessoas notarem que eu faço tudo pela camisola do Sporting."

Além de Pote, também Sarabia é baixa no trio de ataque e a sua vaga será preenchida por Nuno Santos.